Todos os posts por

Michelle Mariotto

A onda da decoração industrial começou com os lofts novaiorquinos e suas fiações, conduítes e tubulações aparentes. E como essa “moda” caiu no gosto popular, não faltam adaptações do estilo para atender à demanda sem necessariamente usar o “esqueleto” da construção aparente. Não faltam nessa seara móveis construídos com tubos e conexões, vergalhões ou chapas de aço, uma estrutura aparentemente mal acabada em contraposição a prateleiras laqueadas e por aí vai. Nós gostamos bastante desse estilo, principalmente quando usado com moderação e elegemos abaixo algumas imagens que – sob o nosso

Embarcando mais uma vez na onda da trilogia de Cinquenta Tons de Cinza, já que ultimamente só se fala em Cinquenta Tons Mais Escuros, com estreia prevista para fevereiro de 2017… Que tal combinarmos a tão amada cor a algumas outras tonalidades para ver no que dá? – já que o Christian só tem olhos para a Anastasia, néam… Brincadeiras à parte, fato é que o Grey deveria pertencer a todas. Todas as outras tonalidades do mundo parecem ter algo a acrescentar, ou melhor, a complementar com esse tom. Euzinha aqui pretendo comprovar

Semana passada postamos a foto abaixo no insta do nosso Midáideia (@midaideia, segue a gente!!!) e a bichinha fez tanto sucesso que reuni mais algumas do mesmo estilo, de camas e sofás feitos com pallets – que já foram tema de post por aqui, lá no comecinho do blog – para inspirar quem se interessar pelo estilo. O pallet é um material super acessível, de baixo custo e boas resistência e durabilidade, que funciona muito bem como apoio, principalmente para camas e sofás. Por ser um material barato e fácil de se encontrar,

Com a popularização das camas em estilo Box, um determinado item decorativo entrou em foco: a cabeceira, peça que dá acabamento e emoldura, delimita o espaço da cama na parede. Nessa seara, a criatividade não tem limites. Desde as mais clássicas, estofadas e “rocoquentas”, passando pelas peças em marcenaria clean e chegando a demarcações com adesivos, as cabeceiras já provaram que as possibilidades são infinitas. Nesse contexto, chama atenção um movimento que eu tenho observado cada vez mais: a falta de cabeceira.  Isso mesmo, tenho visto cada vez mais quartos lindos e

Ultimamente muito se fala em azulejos de metrô – os subway tiles – aqueles branquinhos e retangulares como os da foto acima. Eles são lindos, modernos, super eficientes. Mas confesso que de tanto vê-los internet afora fiquei com vontade de novidade… E aí, passeando pelo Pinterest, me deparei com algumas fotos de azulejos que fogem do lugar comum. E que podem ser uma inspiração e tanto para quem estiver construindo ou reformando por aí. Dá só uma olhada! Mesmo formato dos subway, mas as cores, o degradê e a forma de instalação fizeram

1 2 3 23 Page 1 of 23